Jornal Gazeta Parintins

Menu

TERCEIRA NOITE: BOI GARANTIDO APRESENTA CONSCIÊNCIA E RESISTÊNCIA

postado em 01/07/2018
TERCEIRA NOITE:  BOI GARANTIDO APRESENTA CONSCIÊNCIA E RESISTÊNCIA
Foto: Antônio Ramos / Daniel Brasil

 

Na terceira noite do 53º Festival Folclórico o boi Garantido entra primeiro na arena do Bumbódromo. Dentro do tema central, será apresentado o sub-tema: De “Parintins para o mundo”, nessa perspectiva o Boi Garantido apresenta na última noite do “Alto da Resistência Cultural”, um espetáculo de reafirmação do compromisso do mestre Lindolfo Monteverde de resistir culturalmente em favor de um mundo onde haja a valorização da diversidade cultural, da justiça social, do respeito a todas as identidades e em defesa do meio ambiente. Resistir culturalmente tornou-se uma opção de vida do mestre Lindolfo Monteverde ao criar o Boi Garantido em 1913.

 

 

IMG_0843

 

O Apresentador Israel Paulain, o Levantador de Toadas, Sebastião Junior juntamente com o Amo, Tony Medeiros chegaram na arena dentro de um coração para iniciar o espetáculo vermelho da última noite.

 

 

IMG_8272

 

 

IMG_8276

 

 

 

 

LENDA AMAZÔNICA: JUMA, O GUARDIÃO DA FLORESTA

 

 

 

IMG_0872

 

 

A Lenda Amazônica da noite apresenta o Gigante Juma, do Artista Emerson Brasil. É uma lenda da etnia Cawahiva, do tronco Tupi- Guaraní, que saiu do rio Tapajós, por causas de guerras inter-tribais, e se dispersou pelos rios Madeira, onde se dividiu em outras tribos, entre elas a tribo, Juma, que deu nome a Lenda. Trata-se de uma lenda que continua sendo repassada através da oralidade cotidiana pelos povos da Amazônia.

 

 

IMG_8308_1

 

 

Da Lenda amazônica surgiu a cunhã poranga, Isabele Nogueira.

 

 

IMG_8348

 

 

 

Figura Típica Regional: O Seringueiro da Amazônia

 

 

 

IMG_0996

 

 

O seringueiro da Amazônica é um fruto da transfiguração de nordestinos, índios e caboclos, cujo no legado histórico está na identidade cultural dos povos da floresta. Empurrados pela seca e pela fome ou fascinados pelo “ouro branco” do leite da seringueira vieram para Amazônia 500 mil nordestinos.

 

 

Toda relevância do caboclo seringueiro, o Garantido apresentou na pessoa de Chico Mendes que deu sua vida em defesa da floresta. Do alto da alegoria surgiu a sinhazinha da fazenda, Djidjia Cardoso e a Rainha do Folclore, Brenda Beltrão. Alegoria dos artistas Teco Mendes e Jair Mendes.

 

 

IMG_8588

 

 

IMG_8649

 

 

 

RITUAL INDÍGENA: KUARUP, A FESTA DOS MORTOS

 

 

 

IMG_1033

 

 

Para finalizar sua apresentação na última noite do Festival 2018, o Garantido apresentou o ritual Kuarup como um dos rituais mais emblemáticos do mundo indígena, realizado pelas etnias da área cultural do Alto do Xingu Mavustsinim, primeiro pajé e herói místico do povo xinguano, quis reviver seus mortos e, em uma noite de lua cheia, tentou ressuscitá-los em troncos da árvore Kuarup, pintados e enfeitados, como se fossem gente, penachos coloridos e fios de algodão. Do ritual o pajé, André Nascimento para fazer sua evolução. Do artista Pingo Souza.

 

 

IMG_8723

 

 

IMG_8732

Radio Online

Video

Cobertura de Eventos

Publicidade