Jornal Gazeta Parintins

Menu

Festa vermelha lança CD Auto da Resistência Cultural com super produção

postado em 25/03/2018
Festa vermelha lança CD Auto da Resistência Cultural com super produção
Foto: Robson Sena

 

 

Com um mar vermelho lotando a Cidade Garantido e super produção, o boi da Baixa do São José lançou o CD 2018 "Auto da Resistência Cultural". A festa, realizada na noite de sábado, 24, comemora um trabalho de produção musical que apresentou 21 toadas e um grupo de seletos cantores, enriquecendo ainda mais esse conjunto sonoro de toadas.

 

 

As bandas Miscigenação e Ajuri abriram o show. O Garantido preparou uma apresentação especial para cada toada com coreografias executadas pela Companhia de Dança Garantido Show e aparição dos itens individuais. A cadencia da batucada deu ritmo à festa, ao comando do apresentador Israel Paulain e do levantador de toadas Sebastião Júnior. "Foi uma festa incrível que celebra um CD maravilhoso. A nação vermelha e branca tem as melhores toadas do festival", destacou Paulain.

 

 

O torcedor da Baixa lotou o curral. O Comando Garantido abrilhantou mais ainda a participação do item 19 vermelho e branco. Todas as frisas, camarotes, área vip e demais espaços da Cidade Garantido ficaram cheios. Desde as primeiras horas de sábado o movimento foi intenso na Cidade Garantido à procura do CD e da camisa oficial do bumbá. O lançamento obteve o sucesso esperado, na avaliação do presidente Fabio Cardoso e Messias Albuquerque que também direcionaram atenção especial ao sócio do Boi de Lindolfo anunciará. "A festa foi maravilhosa totalmente. As toadas são muito boas, fáceis de cantar. Até as coreografias estão fáceis de dançar", disse a sócia do Garantido, Edsandra Brito.

 

 

 

CD Auto da Resistência Cultural

 

 

 

O CD 2018 é composto por 21 toadas e desde do início de fevereiro tem recebido ótima avaliação, inclusive com visibilidade nacional através da toada Perrechés do Brasil. "Estou feliz pela aceitação e repercussão que a toada está tendo", revelou o compositor vermelho, Ivo Meireles.

 

 

 

IMG-20180325-WA0034

 

 

 

Foram 30 dias de pré-produção, produção, gravação, mixagem e masterização. A voz principal é de Sebastião Júnior com participação de Israel Paulain, Márcia Siqueira,  Emerson Maia, coro uníssono dos intérpretes Robson Júnior, Leonardo Castelo, Salomão Rossy, Márcia Novo, Carlinho do boi e Ricardo Lira. A toada Perrechés do Brasil trouxe os intérpretes de renome nacional Xande de pilares, Anderson do grupo Molejo, Dudu Nobre, Andrezinho do Molejo e ainda o compositor carioca Ivo Meirelles.

 

 

A produção musical é de Alder Oliveira, Paulinho Du Sagrado, Enéas Dias e Pelado Junior. Segundo Alder, "a proposta é inovar com timbres diferenciados, backs com arranjos trabalhados, percussão afinada e bem executadas pelos batuqueiros da Baixa".

 

 

Texto: Eldiney Alcântara

Fotos Robson Sena

 

 

IMG-20180325-WA0053

 

 

IMG-20180325-WA0035

 

 

IMG-20180325-WA0044

 

 

IMG-20180325-WA0042

 

 

IMG-20180325-WA0066

 

 

 

 

Radio Online

Video

Cobertura de Eventos

Publicidade