Jornal Gazeta Parintins

Menu

Adolescente e uma mulher morrem vítimas de arma de fogo em Parintins-Am

A Polícia continua as investigações para chegar ao autor das mortes

postado em 13/03/2018
Adolescente e uma mulher morrem vítimas de arma de fogo em Parintins-Am
José Cláudio morreu pouco depois de dar entrada no Hospital Padre Colombo e Odicléia Xavier veio a falecer por volta de 21h de ontem no Hospital Jofre Cohen. Foto Divulgação

 

 

Da redação

Denilson Noronha

 

 

O adolescente José Cláudio Oliveira Bruno, 16, e Odicléia Xavier de Souza 28, morreram vítimas de tiro de uma espingarda calibre doze.  O disparo ainda atingiu à senhora Elenilda Tavares dos Santos, 39, e Josiel Santarém de Souza, 30. As quatro vítimas estavam em bar localizado na Estrada Odovaldo Novo, no nas proximidades da antiga fabril Juta quando foram atingidas pela arma de fogo. O fato aconteceu por volta de 4h430min da manhã de ontem (11).

 

 

As vítimas foram conduzidas ao Hospital Padre Colombo, porém o adolescente não resistiu e morreu pouco tempo depois. Já Odicléia Xavier, mesmo após passar pelos procedimentos médicos conseguiu sobreviver durante todo o dia, mas, também não resistiu e morreu por volta de 21h de ontem no Hospital Jofre Cohen.  

 

 

Elinilda Tavares, amiga que estava com Odicléia no momento em que tudo aconteceu foi atingida na testa e no braço esquerdo pelos chumbos da espingarda. “Não lembro muito bem, saímos do banheiro e ficamos e tive um problema na sapatilha e abaixei quando ouvi o barulho, eu caí e quando me recordei, ela já estava no chão e minha mão alcançou o pé dela” conta a vítima que cedeu a casa para o velório da amiga com quem costumava sair aos fins de semana.

 

 

Janderson Souza que morava com a vendedora de churrasco, lamenta a morte da irmã, que era separada, mas mesmo sozinha conseguia sustentar os cinco filhos que ficaram. Ele faz um apelo as autoridades para que o crime não fique impune. “Ela não deixa órfãos apenas os cinco filhos, mas eu também, pois era uma mãe pra mim também. Estamos abalados com isso, a pessoa sai pra se divertir e não retorna mais para família. A gente espera por justiça e o autor vai ter que pagar pelo crime”, pede o irmão da vítima.

 

 

A mãe de José Claudio, Tânia Lira, chegou a conversar com Josiel Santarém, uma das vítimas, para saber mais detalhes, porém tudo que ele soube informar foi que o adolescente estava na frente dele quanto foi atingido. De acordo com ela, o filho veio de Manaus e chegou na manhã de domingo em Parintins, mas, não sabe se José tinha alguma rixa com alguém na cidade. Segundo a mãe, o filho chegou a comentar várias vezes que em Parintins sentia que era seguido por alguém o que a levou pedir a ele que não saísse de casa. “Ele já estava começando a usar droga, eu não sei dizer se estava devendo alguém. Apesar disso, nunca passei a mão na cabeça dele, e nem sei dizer os motivos que causaram isso a ele”, comentou a mãe de José.

 

 

O investigador de polícia, Erisson Coelho ressalta que as investigações para chegar ao autor do crime continuam. "Estamos investigando o crime, na tentativa de chegar à autoria do fato. Já conseguimos apurar que foi cometido por uma espingarda tanto que foram inúmeros projéteis que atingiram as vítimas. Por enquanto, temos um suspeito detido a ele recai a responsabilidade pelo crime. Tudo ainda está muito superficial para podermos apontar um culpado. Outras provas estão sendo coletadas e recebemos uma informação valiosa que vai nos ajudar a montar esse quebra cabeças e logo apresentar a comunidade o culpado", disse o investigador.

 

 

O delegado Adilson Cunha, comentou sobre os trabalhos da polícia para chegar ao autor do disparo. De acordo com ele, hoje a polícia deve completar a linha de investigação através da coleta de câmeras  do circuito de segurança e quantos suspeitos se trata. " Já temos um suspeito é hoje estamos completando a linha de investigação através do circuito de segurança. Provavelmente no final do dia ou mais tardar até amanhã já temos  o a confirmação  de quem tenha feito o disparo e causado a morte dessas pessoas. Na verdade não se trata de três pessoas, mas de  duas o que deu apoio na fuga do autor. O disparo foi de uma espingarda e por isso acertou várias pessoas. Provavelmente o suspeito vai responder por homicídio e tentativa de homicídio", informa o delegado.

Radio Online

Video

Cobertura de Eventos

Publicidade