Jornal Gazeta Parintins

Menu

Atraso de balsa causa transtorno para passageiros em Vila Amazônia

Passageiros se deslocaram para outra balsa que estava ao lado, de propriedade particular, que ofereceu o retorno a Parintins

postado em 11/03/2018
Atraso de balsa causa transtorno para passageiros em Vila Amazônia
Muitos passageiros ficaram indignados com a situação. Foto Antônio Ramos

Da Redação

Monique Furtado

 

 

Neste sábado (10),  a equipe de reportagem do Gazeta Parintins, presenciou uma situação de transtorno para muitos passageiros no porto do Distrito de Vila Amazônia.

 

 

A balsa Arthur Virgílio Neto, fretada pela prefeitura de Parintins para fazer o deslocamento de passageiros no trecho, Vila Amazônia, Parintins, estava marcada para sair às 15h, mas o atraso foi de uma hora sem nenhuma justificativa por parte dos comandantes da embarcação.

 

 

Os passageiros que chegaram com antecedência se revoltaram pedindo alguma justificativa, como não houve informações à respeito da situação, os clientes se deslocaram para uma outra balsa que estava ao lado, de propriedade particular,  que ofereceu o retorno a Parintins.

 

 

 

 20180310_161718_1

 

 

 

Um dos passageiros, João Lucio, oficial de justiça do município de Parintins, estava na Vila à trabalho e ao presenciar a situação demonstrou uma grande insatisfação. “Eu estou aqui na Vila Amazônia à serviço e eu tinha que está no fórum às 16h. Cheguei na balsa às 14h esperando a saída simplesmente por irresponsabilidade de alguém que eu não sei quem é. O prefeito tem que resolver isso. Nós tivemos que sair às 16h15 pois a população se revoltou e tivemos que alugar uma outra balsa pra podermos voltar porque o da prefeitura não dão satisfação nenhuma para a população”, afirmou.

 

 

João enfatiza que vai procurar os devidos procedimentos para que a situação não se repita novamente, e pede que a prefeitura se manifeste com relação ao caso para que não ocorra novamente esse tipo de problema, que prejudica a população. “Vou conversar com  o juiz pra ele tomar alguma decisão, chamar alguém da prefeitura que responda essa situação, pois é uma falta de respeito com todos nós, e isso vai servir para que não aconteça mais, pois se ninguém se manifestar vai acontecer a segunda e a terceira vez”, finaliza.

Radio Online

Video

Cobertura de Eventos

Publicidade