Jornal Gazeta Parintins

Menu

Mãe não desiste de procurar filha desaparecida há quatorze anos em Parintins

A foto de progressão de idade da menina está sendo divulgada nas redes sociais na tentativa de ajudar nas buscas

postado em 11/01/2018
Mãe não desiste de procurar filha desaparecida há quatorze anos em Parintins
Foto: Divulgação

 

A senhora Cristiane Pinheiro continua as buscas pela filha Khatlen Pinheiro Ferreira, desaparecida há 14 anos. O fato aconteceu no município de Parintins-Am distante 369 quilômetros da capital Manaus. Na esperança de encontrar khatlen que já é uma jovem, a mãe conseguiu a progressão da foto de como estará a filha agora aos 22 anos.

 

Nessa busca constante e sem ajuda dos órgãos competentes durante todo esse tempo, dona Cristiane conta com apoio das redes sociais e também de movimentos integrados por pessoas que vivem o mesmo drama. Na tentativa de encontrar a menina, na época, a senhora segundo ela, buscou ajuda no ministério Público, Delegacia, e demais instituições, mas nada foi resolvido.

 

“Esses casos de desaparecimento de pessoas existem em Parintins há muito tempo e ninguém nunca fez nada. Infelizmente, a gente não consegue ajuda com as autoridades municipais”, desabafa. De acordo com dona Cristiane há muito tempo ela vinha lutando para conseguir a foto de progressão da filha em Parintins e em Manaus, mas não obteve ajuda.

 

Segundo Cristiane, ela só conseguiu a foto de projeção de como esta a filha atualmente com muita luta. “Há muitos anos eu buscava e vinha lutando por essa foto de progressão, peguei muitas portas na cara, mas eu nunca desistir assim como eu não desisto da procura dela”.

 

 

Ajuda

 

 

IMG_20180111_101602

 

 

Segundo a mãe de Khatlen, sem apoio dos órgãos públicos a foto de progressão da filha foi feita no estado de Santa Catarina, com ajuda de ongs de São Paulo, Rio de Janeiro e de vários outros estados brasileiros. Para a mãe, a foto surge como uma chama de esperança de encontrar a jovem. “Se alguém perceber qualquer semelhança as da minha filha que ajude, não tenha medo, não precisa se identificar,” pede Cristiane.

 

Khatlen que completará 23 anos no dia 15 de fevereiro deste ano, desapareceu na tarde do dia 27 de março de 2003 quando saia da escola onde estudava. As últimas informações que a família da menina teve, foi de que ela e mais uma colega, pegaram carona em um triciclo, conduzido por um homem de cor clara. Cristiane acredita que a filha não esteja no Brasil já que na época do sumiço da menina, foi temporada de navios turísticos em Parintins.  “Pra mim, minha filha foi levada pro exterior, porque na época, três transatlânticos estiveram na cidade”.

 

Por ter convivido pouco com a filha, a mãe é forçada a lidar todos os dias com a dor da separação imposta por um infortúnio. “É muito difícil, porque ter um amor eterno de nossas vidas tirado de nós é inexplicável. Eu vivo esses quatorze anos e nove meses sem ver minha filha, uma criança que tiraram a chance dela de crescer junto da família, é muito difícil”, diz com tristeza a mãe.

 

 

Equipe Gazeta Parintins

Radio Online

Video

Cobertura de Eventos

Publicidade