Jornal Gazeta Parintins

Menu

Deputado federal Beto Salame recebe chuva de ovos na Câmara Municipal de Marabá

postado em 12/08/2017
Deputado federal Beto Salame recebe chuva de ovos na Câmara Municipal de Marabá
Deputado federal Beto Salame (PP-PA) - Foto: Reprodução Internet


O deputado federal Beto Salame (PP-PA), recebeu “chuva de ovos” recheados com lama enquanto discursava no Plenário da Câmara Municipal de Marabá, no estado Pará, na tarde de sexta-feira, (11).

 

O parlamentar participava de uma audiência pública para discutir o desenvolvimento socioeconômico de Marabá e região. O evento acabou virando forte debate entre defensores do desenvolvimento econômico e industrial e de militantes que defendem o desenvolvimento humano. Com faixas de “Fora Temer” e com palavras de ondem, o grupo acusava o deputado de “apoiar um presidente golpista”.

 

Os manifestantes alegaram que Salame se posicionou de forma polêmica em recentes votações importantes. No início do mês, votou pelo arquivamento de denúncia por corrupção passiva contra o presidente Michel Temer. Em abril, mudou de lado após pressão, votando a favor da aprovação do requerimento que acelerou a reforma trabalhista. No ano passado, se isentou na votação pelo impeachment da presidente Dilma Rousseff.

 

Após a chuva de ovos quando os ânimos baixaram, Beto Salame retomou seu discurso, e após pedir tolerância, sustentou que ainda é a política, o estado, o governo federal e a prefeitura municipal que fazem as coisas avançarem ou atrasarem nas vidas das pessoas.

 

“Ainda são os órgãos públicos os vetores do desenvolvimento da cidade. É nosso papel fazer com que o Estado do Pará, por exemplo, assuma papel relevante na nossa região, juntamente com o governo federal. Independente de questões e diferenças ideológicas e da arrogância de uma esquerdinha que se acha o paladino da moralidade”. Alfinetou o parlamentar federal.

 

Ao final do evento, pelo menos doze universitários que participaram do protesto foram conduzidos pela Polícia Militar à uma Delegacia de Polícia Civil, onde prestaram depoimento ao delegado Victor Leal sobre o caso, em seguida liberados. A presidente da Câmara, Irismar Araújo Melo, também será ouvida.

Radio Online

Video

Cobertura de Eventos

Publicidade